Rede Pwn3ed:
Pwn3ed
League of Legends
Master Smite
Smite

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Prévia do All-Star: Taipei Assassins




O All-Star de Paris terá a honra de receber três gigantes da história de League of Legends: com SKT T1 K, Taipei Assassins e Fnatic, é a primeira vez que todos os três campeões mundiais vão se encontrar no mesmo placo. A Taipei Assassins, particularmente, tem muita coisa para provar: o desempenho da equipe foi apenas mediano na IEM Katowice. Agora eles vêm com uma nova escalação, então é bom não desprezá-los.


Atirador - Bebe





KDA: 7.57

Campeão Mais Escolhido: Sivir


Bebe provou estar incrivelmente apto a atender as expectativas que recaem sobre um capitão de equipe e o último remanescente da formação original que foi Campeã Mundial da Segunda Temporada. Apesar de a Terceira Temporada ter sido muito difícil para ele, já que precisou jogar em várias outras posições enquanto formava um novo time do zero, Bebe voltou para a rota inferior, atuando como o atirador confiável de quem os Assassins dependem muito.

Mais recentemente, seu estilo de jogo se distanciou dos Campeões mais seguros e com facilidade de movimento, como Ezreal e Sivir – que permitiam que Bebe aumentasse seu KDA tranquilamente enquanto seus parceiros tanques distraíam os inimigos. Apesar de Campeões “duelistas” como Twitch e Draven trazerem um risco natural de exposição aos inimigos, principalmente contra jogadores mais agressivos, o KDA de Bebe quase não foi afetado. Se os rivais não conseguirem pegá-lo de jeito, ele ficará muito feliz em despachá-los de volta para a base.


Suporte - Jay





KDA: 4.63

Campeão Mais Escolhido: Thresh


Suportes passivos, de longo alcance, não fazem muito o estilo de Jay – o que é uma grande diferença em comparação com o antigo capitão Mistake. O atual suporte da TPA prefere muito mais atacar de cara com Leona ou Thresh, buscando vencer rotas e lutas de equipe, em vez de buscar vantagem indireta com uma leve pressão.

Não significa que ele não consiga jogar com outros Campeões – sua Leona é frequentemente banida. Mas sua jogada marca-registrada continua sendo a Labareda Solar, sem dúvida alguma.


Meio - Morning





KDA: 6.55

Campeão Mais Escolhido: Lulu


Morning já mostrou suas habilidades em “zonear” o adversário, seja explodindo a Gambit Gaming com Bomba Mega Infernal ou devastando Alex Ich com disparos de precisão impecáveis. Como acontece com quase todos os jogadores do meio de Taiwan, ele segue o legado de Toyz de maneira bem específica: uma Orianna que exige respeito. Com o retorno da Donzela Mecânica ao cenário competitivo, a questão não é saber se Morning vai escolhê-la, mas se ela vai passar ilesa pelos banimentos dos rivais.


Topo - Achie





KDA: 5.23

Campeão Mais Escolhido: Renekton


A missão de Achie não é muito fácil: seu antecessor, Stanley, era um grande inovador que conseguia jogar com Campeões que muitos não ousariam levar para o cenário competitivo – mas nem sempre funcionava. Para cada Revólver de Hextech que ele usava com Vladimir, havia alguma invenção com Cassiopeia que só resultava em abates e mais abates para os tanques inimigos.

Já Achie, em comparação, é um jogador da rota superior ortodoxo, mas que ainda assim tem seus truques. Antes das mudanças em Gragas, Achie costumava usar o Badernista na rota do topo – a combinação das qualidades de tanque e ataque à distância faziam dele um Campeão ideal para confrontos 2v1 ou ofensivas 4v0 no começo do jogo. Embora o redesign de Gragas possa atenuar essa preferência por carregadores de poder de habilidade (AP), Achie jogou bastante contra a versão “totalmente tanque” dos vietnamitas para se adaptar às mudanças.


Selva - Winds





KDA: 4.26

Campeão Mais Escolhido: Kha'Zix


O “Rei dos Ladrões” do Sudeste Asiático causou grande repercussão na época em que foi para a Taipei Snipers: como um dos representantes da Terceira Temporada do Gamania Bears, ele estava entre os melhores taiwaneses da segunda geração de League of Legends pós-Segunda Temporada. Embora houvesse certa desconfiança sobre como ele se adaptaria aos Snipers, os resultados imediatos falaram por si só: ele logo acumulou uma série de roubos de Dragão e Barão, destacando-se como o melhor caçador do Sudeste Asiático.

Agora ele está na Taipei Assassins. Para muitos fãs na comunidade local, Winds é considerado um grande avanço em relação ao antigo caçador, DinTer. Ele já provou que é capaz de carregar seu time sozinho, mesmo quando os Snipers sofriam sem a liderança de Mistake, e também mostrou que consegue se adaptar facilmente a uma nova equipe.


O que esperar da TPA em Paris?



A Taipei Assassins é uma equipe completa. Eles têm um trabalho consistente nas rotas, e fazem uma coordenação nas lutas de equipe que é difícil encontrar por aí. Quando tudo der errado, eles ainda podem confiar em Bebe para dominar sozinho a partida. Preste atenção em lances explosivos já no começo do jogo, porque a TPA gosta de jogar de maneira agressiva, e o novo caçador, Winds, não vê a hora de demonstrar sua liderança e talento no cenário internacional.





Se você quiser pode acessar esse post no site novo da Pwn3ed, clique aqui e acesse!
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pwn3ed! Todos os direitos reservados | Design por Gradash adaptado apartir de Gradash