Rede Pwn3ed:
Pwn3ed
League of Legends
Master Smite
Smite

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Porquê fazemos reworks?

Riot Scruffy, designer que está atualmente trabalhando no rework do Skarner, começou uma discussão sobre reworks de campeões e dar alguma luz sobre como a Riot decide quais campeões precisam de uns reparos

"Olá a todos
Nós estamos muito animados com todos os reworks e visual updates que foram lançados recentemente e todos os que estão chegando esse ano. Por melhor que isso seja, perguntas como "porque as coisas mudam?"surgem frequentemente, e são totalmente válidas. Nós temos certas metas quando escolhemos revisar o gameplay, o visual ou a história de um campeão
  • Maximizar o potencial de um personagem - isso pode significar qualquer coisa desde uma nova arte até habilidades completamente diferentes, que trazem o tema do personagem de forma mais legal ou interessante
  • Fazer o personagem divertido de se jogar com e contra - Quando um personagem tem habilidades problemáticas que são frustrantes de se jogar contra, ou não oferecem aos seus oponentes nenhuma forma de se jogar contra, nós sempre tentaremos criar um gameplay melhor para seu oponente, mantendo a diversão e o poder do personagem
  • Atualizar personagens velhos para um padrão de qualidade atual - temos muitos anos de arte que podemos melhorar apenas atualizando-as (Como o Nasus por exemplo)
  • Focar um personagem em uma posição mais única - se vemos a oportunidade, gostaríamos que todos os personagens tragam valor e gameplay únicos

Coisas como nerfs e buffs não são razões para um rework de campeão, porque esses podem ser simplesmente feitos com mudança de números em dano, tempo de recarga, mana. É verdade que reworks sempre terão um efeito sobre o poder de um campeão, mas o propósito principal é melhorar o gameplay e as mecânicas. Depois de um rework nós sempre continuaremos a balancear campeões e esperançosamente o jogo melhora à longo prazo com as melhorias no gameplay que um rework traz.

Se tiverem perguntas sobre nossa filosofia de reworks no geral, estamos aqui (talvez eu traga o Meddler ou o CertainlyT para a conversa também) para responder perguntas e discutir

-Scruffy"

Ele continuou, elaborando sobre o que faz um campeão precisar de um rework:
"No fim das contas é uma combinação de todos os fatores. Qualquer campeão que esteja precisando mais, nós tentamos fazer primeiro. Algumas vezes é um campeão antigo, outras um campeão mais novo que precisa de atualizações como o Rengar. Infelizmente há uma lista bem longa de coisas que gostaríamos de fazer, então temos de lidar com elas uma por vez."
Ele continuou:
"Nossa meta é fazer com que o campeão se encaixe mais, não menos. Uma das primeiras coisas que fazemos quando começamos um rework é perguntar: "qual é a desse campeão?" "qual a posição dele?" "quais são suas fraquezas e pontos fortes?" E daí tentamos implementar seu kit de uma forma que apoie a identidade do campeão."

Quando perguntado sobre o andamento do rework do Rengar, Scruffy comentou:
"Eu assumi o rework do Rengar que estava nas mãos do Scarizard, e postarei as mudanças em breve"

Quando perguntado por uma data para o rework do Rengar, ele respondeu:
"Geralmente eu não posso dar datas (muitos ainda não estão finalizados). Eu farei questão de postar a lista de atualizações de Rengar em uma semana, podem cobrar."

Ele também mencionou uma ult atualizada para o Taric na fila:
"Estamos trabalhando em mudanças no taric que talvez vocês gostem. Uma nova ultimate para ser específico."

E para o futuro rework do Shaco, ele mencionou:
"Posso confirmar que Enganar não será removido no rework do Shaco. Está indo muito bem até agora, e poderemos compartilhar e discutir essas mudanças muito em breve."

Quando perguntado sobre um rework para Soraka, ele comentou:
"Nós ainda estamos nas primeiras fases conversando sobre a Soraka, mas é um campeão que queremos começar em breve. Não esperem nada nos próximos patches, mas estamos definitivamente começando a trabalhar nela."

Scruffy também respondeu algumas perguntas quanto aos seus pensamentos sobre o rework do Trundle, dificuldades em uma classe inteira de campeões, um exemplo de quem receberia um rework para preencher uma posição única, e o que ele pensa sobre o futuro rework do Sion:
"Ótimas perguntas
Quando fizemos os reworks mais antigos, como o do Trundle, ainda estávamos descobrindo o que e como fazer um grande rework preservando a essência do campeão. No final das contas eu achei que eles se saíram bem, mas definitivamente aprendemos coisas agora que nos ajudarão em reworks como esses no futuro. Estamos sempre aprendendo.

Nós realmente gostaríamos de fazer remakes de grande escala, como nos lutadores, mas na verdade nós provavelmente teremos que fazê-los por partes. Mas com o tempo nós provavelmente revisaremos uma posição maior um passo de cada vez

Muitos campeões são canditatos a preencher essa posição mais exclusiva. Poderíamos focar em elementos de push (como no Ziggs) ou fazer um personagem "tank destruidor". Quando vemos um campeão como Warwick, gostaríamos de dar ênfase sua posição única com "tank de drenagem".

FeralPony está trabalhando em uma atualização significativa para o Sion, e ele quer entregá-lo como a "coisa monstruosa, morta-viva e guerreira com um machado na mão" que Sion pode ser. Pergunte os detalhes à ele, eu não vou estragar a supresa."

Ele também comentou sobre os assassinos em geral, dizendo:
"Queremos que os assassinos realmente existam. Especificamente são campeões de alta mobilidade com pouca defesa que procurarão a oportunidade de chegar em alvos de alta prioridade e abatê-los rapidamente. A principal coisa que achamos que define um assassino saudável é
1. Que o inimigo tenha a oportunidade de evitar o dano do assassino que está prestes ser causado
2. Tenha uma janela grande o suficiente para o inimigo reagir e tentar escapar antes de morrer"

FeralPony apareceu na discussão para compartilhar uma lista de "quente ou frio" para descrever a prioridade atual de reworks:

"Eu responderei em termos de prioridade não data de lançamento, já que tudo pode mudar.
Zilean - Temperatura Ambiente - Não em um futuro próximo, mas os rapazes querem trabalhar nele
Sion - Borbulhando - Ainda é um pouco cedo mas ele é o campeão que o time mais está animado para trabalhar
Urgot - Temperatura Ambiente - Vai acontecer, mas não a curto prazo
Poppy - Morno - A vontade do time de fazer é grande, mas atás do Sion em prioridade
Pantheon - Frio - Prioridade bem baixa para um rework, seu gameplay está em um lugar decente e seu tema é legal
Kassadin - Quente (Mas muito menor do que um rework completo, vocês já devem estar vendo suas mudanças no PBE)
Udyr - Frio "Gelo Verdadeiro" - Udyr é bolado, sem planos para um rework

No tópico de mudanças em habilidades e reworks, Riot Scruffy também respondeu alguém perguntando sobre a ultimate de Gangplank:
"A ult de Gangplank não é o tipo de ultimate global que o Morello estava se referindo, Morello estava falando sobre as ults globais passivas, que são muito poderosas mas difíceis de perceber, logo difíceis de balancear. A ult de Gangplank tem gameplay (para desviar do dano) e é fácil de perceber

FeralPony também se juntou a essa discussão, elaborando sobre o processo de criação por trás das ultimates globais e o que elas significam para o balanceamento do campeão:
"Quero explicar um pouco mais nosso ponto de vista sobre ultimates globais, já que não fomos muito claros sobre isso no passado. Os problemas históricos que tivemos com essas ultimates foram movimentos globais que transportavam o personagem fisicamente para o local.
A razão para isso é que uma vez que seu personagem tem a habilidade de se mover globalmente, você pode aplicar todo o seu poder em qualquer lugar pelo mapa, o que significa que inerentemente eles não podem ter o mesmo poder de campeões normais. Para serem balanceados eles tinham que ser tão fracos que não conseguiam nem competir com outros campeões mano a mano, o que leva a uma experiência de jogo insatisfatória
Por outro lado, ter uma habilidade global que transfere uma parte, até uma boa parte de seu poder para causar impacto em outras partes do mapa e em lutas, cria momentos animadores, encoraja o trabalho em equipe, e é em seu todo uma mecânica saudável e satisfatória de jogo. Por isso não removemos o alcance global ou tivemos quaisquer problemas com ultimates como a Barragem de Canhão de Gangplank ou a Flecha de Cristal Encantada de Ashe, mas tivemos muitos problemas de balanceamento com o Destino de Twisted Fate e a Grande Estocada Aérea de Pantheon."

Se você quiser pode acessar esse post no site novo da Pwn3ed, clique aqui e acesse!
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pwn3ed! Todos os direitos reservados | Design por Gradash adaptado apartir de Gradash